"Assim como o amor e a música, o xadrez tem o poder de tornar os homens felizes." (Tarrash)

segunda-feira, 9 de julho de 2007

Nos bastidores da mente.

Notas introdutórias:
1- este texto baseia-se em dados empíricos (acredite se quiser);
2- qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência;
3- é o que eu sempre digo: xadrez é bom, mas é muito difícil (sabedoria matonense).


O que não se vê nas partidas, mas que não deixa de existir: o lado bizarro e divertido das análises que motivam as jogadas, sem cortes e sem censura! Especialmente para o Xadrez de Quinta!

Brancas: Capivara X
Negras: Capivara Y
(que originalidade nas incógnitas, hein?)

1. e4 .... (Vixe, mas ele não joga sempre d4?! Que palhaçada é essa? Lá vem preparação... Ai, estou ferrado!)

1. .... e5 (Jogar tranqüilo, vai. Se me ganhar, vai ser jogando xadrez! Sem decoreba, xadrez clássico!).

2. Cf3 (em menos de 5 segundos, só o tempo de anotar o lance adversário...)

2. .... (Eita! Ele também contava com isso? Nossa, e agora? Já gastei 5 minutos nesse blá blá blá... Ele já percebeu que estou medo, tenho certeza! Já sei: vou jogar rápido também, quero só ver!)

2. ... Cf6 (seja o que Deus quiser!)

3. Cxe4 (3 segundos) d6 (2 segundos! Há-há, ganhei!)

4. Cf3 (2 segundos) Cxe4 (Idem. Tudo tem limite, né?)

5. d4 ... (Peraí: ele pode estar jogando rápido só porque essa é uma abertura decorada, vai ver ele nem entende o que está fazendo... Se eu surpreendesse ele com um lance diferente? Será que teria efeito? Acho que não. Afinal, ele está de brancas, vai querer ganhar, e eu que estou de negras devo primeiro igualar a posição, depois ousar. Olha lá eu de novo querendo colocar as carroças na frente dos bois... Xadrez é jogo de paciência, não se esqueça disso! Não foi por isso que você começou? Então... A mamãe só deixava porque eu dizia que ia me ajudar na escola... Calma, respira... Isso, agora relaxa, é só o quinto lance... isso vai demorar... Que droga!)

5. ... d5

6. ... (Finalmente ele está pensando! Bem feito, agora deve ter esquecido de tudo! Vou até tomar um café...)

6. Bd3 (cinco minutos depois...) Cc6 (Sem pensar. Agora eu é que estou no comando! Vamos ver quem é mais rápido... Mas... e depois de c4, o que joga??? Vixe... Nossa, deveria ter almoçado... Que fome!)

7. O-O (5 segundos) ... (Mas de novo??? Esse cara está de brincadeira... Pára de falar e pensa, vai! O que eu jogo?)

7 . .... .... (Jogar o mais simples ou complicar? Bom, vamos pensar: Bd6 é interessante, mais ativo... Mas Be7 vai mostrar que eu respeito ele, o que é verdade. Para que complicar tanto? O empate está ótimo para mim... Mas claro, ele vai ter que pedir, eu jamais faria isso! Jamais! Be7 ou Bd6? Ai... que dúvida! )

7. ... Be7 (Seja o que Deus quiser! – 5 minutos depois...)

8. c4 ... (Eu sabia! Sabia que ia jogar c4? E agora, o que eu faço? Ai meu Deus... Calma... Vamos pensar de novo: por que ele jogou c4? Hummm... Bom, preciso de um plano, e rápido. Já sei! Cb4 e daí quero ver para onde ele vai com esse bispo... Ganhei um tempo! Ou não?!)

8. ... Cb4

9. ... (dez minutos! O que será que ele pensa tanto, meu Deus? Só tem três possibilidades, oras! Be2, Bc2 e deixar o bispo ali... Tomara que ele deixe, eu tomo na hora! Sem pensar!)

9. Be2 ... (Vixe... o mais tranqüilo. To vendo eu aqui até as oito da noite... Aquelas posições paradas, mortas... Haja paciência! Vamos agilizar então...)

9 . ... O-O

10. Cc3 ... (Olha só! Esse lance é bom, hein? Ele ta ficando com um centro ativo... Impressionante. Acho que vou começar a jogar isso de brancas!)

10. ... Bf5 (Deve ser isso mesmo. O que jogar? Esse parece óbvio... Mas... peraí... Se a3 agora??? Ai, ele já tem apoio para b4, vai vir com tudo... Isso, bem feito, quem mandou jogar sem analisar? Agora vai se virar para recuperar a iniciativa, se é que tive um dia... Mas peraí... Não pode b4 imediatamente! Olha o cavalo caindo em c3! Há-há! Como sou capivara mesmo... É, mas ele pode preparar né... Com Bd2... Ou seja, ele tem uma seqüência de lances bons, ou pelo menos idéias de lances, e eu não, nenhuma idéia de como seguir essa variante... Excelente! Agora que eu não empato mes... ) Anh???

11.
- Eu disse que proponho empate.
- Não pode ser!
- Quer dizer que você não aceita?
- Não, não é isso... Nossa, achei que estava pensando, mas acabei falando... É claro que aceito! (Ele deve estar com medo... Medroso!)

3 comentários:

Lais Pimentel disse...

KPOAKpoakpoakoapkapokapkaopkap
eu morro.
morro de rir.

e não é exatamente assim?Nossa cabeça fervilha de pensamentos, xinga o adversário, debocha dele, repara no jeito que ele move as peças, nos movimentos das mãos, cada lance, cada empolgação, cada desespero, tudo.

'to ferrado!'
'não, calma, tem algo ali'
'aaaah, já sei'
'vai toma, toma!'
'ai céus, que ele quer aqui?'
'vai, some com esse cavalo'
'seu troxa, mate em cinco lances, uhuul'
'putz, fudeu'

eeeeita,
isso é o xadrez.
pelo menos parte dele.

- JuH - disse...

hahahahá.
essa foi boa!

tomara que ele jogue aquele outro. bem melhor pra mim. joga, joga! - Junia, desejando o mal para o próximo. haahaha.

Bom, Taís, essa minha última atualização foi para você. Devido aos conselhos. Leia e veja se melhorei, oquei?! (;
Valeu pelas dicas.

beijo-queijo.

PC disse...

Bela Taís,

Só posso dizer uma coisa: O MUNDO DO XADREZ É O DO PENSAMENTO E DAS EMOÇÕES INVISÍVEIS QUE AS VEZES DEIXAM RASTROS SOBRE O TABULEIRO!Que percebam quem puder.

Um abração,

PC.